Ansiedade – Você é Precipitada na sua Vida Amorosa?

Ansiedade – Você é Precipitada na sua Vida Amorosa?

Você já se pegou acreditando gostar de alguém que não fez absolutamente nada para que você tivesse esse sentimento? Você já se precipitou achando que

Você já se pegou acreditando gostar de alguém que não fez absolutamente nada para que você tivesse esse sentimento? Você já se precipitou achando que aquele era o homem da sua vida, sem nunca ter nem ficado com ele?

Como é possível a gente acreditar que gosta de alguém tão sem nada para gostar? Nós precisamos ter pavor da nossa precipitação, dos nossos impulsos. Não confunda amar a ideia de amar com realmente amar uma pessoa avulsa, que você acabou de conhecer, ou mesmo aquela que você já conhece mas que não vale nem um centavo.

Passar tanto tempo sozinha faz isso conosco, dá para entender que não é difícil se encostar em alguém pela carência, só para descansar um pouco dessa vida de solteira que todos julgam não ser aceitável para uma mulher. E dependendo da idade, o julgamento da socidade fica ainda pior e a pressão para não ficar sozinha só aumenta.

O problema é acreditar que ficar com alguém só por ficar é um porto seguro, só porque naquele minuto as pernas já não doem, porque não carregam todo o peso de andar só, ser só, segurar todos os trancos do mundo só. Infelizmente, depois de pouco tempo o peso acaba dobrando e agora não é só carregar o seu próprio peso, agora você tem que carregar o peso do outro, daquele que claramente não é a pessoa certa para você.

Mas sim, você nunca faria isso conscientemente. Essas armadilhas do nosso inconsciente nos colocam em apuros que às vezes levam anos para conseguirmos sair dessa grande furada na qual nós nos metemos. Conscientemente você nunca trocaria a sua solidão colorida por uma companhia preta e branca, se te dessem opção de escolha. Mas quem consegue nos enganar melhor do que nós mesmos?

Nós nos perdemos diariamente nas nossas decisões e escolhas erradas, e quando nos encontramos já estamos estagnadas no mesmo lugar com pessoas que não tem absolutamente nada que agregue a nossa vida positivamente. Muito pelo contrário, na maioria das vezes a única coisa que sobra dessas relações que se iniciaram pela carência é desprezo, preguiça, antipatia e solidão. Existe algo pior do que se sentir sozinha mesmo estando acompanhada? Ou se sentir sozinha porque está sentindo falta daquele alguém que foi um zero à esquerda na sua vida?

O mais triste não é fim do amor. É perceber que nunca foi amor, foi perda de tempo com o cara mais água com açúcar da face da terra. “Ele não era inteligente, é chato. Não era culto, é pseudopolitizado. Não era maduro, era infantil. Não era sociável e nem uma boa companhia, muito pelo contrário, é fechado para a vida e todas as suas belezas. Acomodado. Pequeno. Covarde. Reclama de tudo, não faz nada que nem todo mundo que é alvo das reclamações, se considera a vítima da própria vida. Crucifica os liberais donos da verdade, mas disputa essa posse como ninguém. Falar de hipocrisia e ser hipócrita é a gripe dos tempos modernos e você se apaixonou por isso, um gripado em estado terminal.”

Acorde! Você realmente está sentindo falta disso? Tudo isso foi somente um impulso da sua parte, uma precipitação, essa mesma que sempre te coloca em furada. Essa dor que você está sentindo não é por gostar dessa figura que não tem nada para gostar, mas por se iludir e deixar a sua imaginação ir longe demais do que essa relação poderia ter sido.

Você sente falta dos sonhos que você desenhou na sua cabeça e agora tem que cair na real, pois foi tudo uma grande ilusão. Ele não é e nunca vai ser o cara que você quer que ele seja, ele é quem ele é. Agora vai de você parar de choramingar por alguém que simplesmente não vale a pena, arregaçar as mangas e começar a fazer escolhas melhores que não envolvam a sua ansiedade e precipitação.

Chegou a hora de escolher melhor os pretendentes e analisar muito bem quem eles são, antes de colocá-los na sua vida. Se ele tem defeitos que você realmente não gosta logo de começo – NÃO! Isso não vai melhorar com o tempo, ele não vai mudar por você, se ele fizer isso um dia será por ele mesmo.

E você? Já deixou a sua ansiedade tomar conta das suas escolhas e acabou caindo do cavalo?

Ansiedade – Você é Precipitada na sua Vida Amorosa?
4.23 (84.55%) 22 votos

COMMENTS

WORDPRESS: 9
  • comment-avatar
    Carla 1 ano

    Nossa isso ta acontecendo comigo idealizei um cara nada a haver ,agora to sofrendo muito ,fui precipitada me entreguei logo de cara por ja gostava a algum tempo ,maior besteira erros que eu mesmo não consigo me perdoar .

  • comment-avatar
    Núbia 2 anos

    Juliana e Felipe…vcs são D+!!!
    Adorei o texto!

  • comment-avatar
    Juliana Silva 2 anos

    já cai muito e quebrei a cara feio…

  • comment-avatar
    manoel 2 anos

    Realmente , li realmente o comentário todo mas eu não entendi o preconceito . Por tudo que está como você escreveu vem do lado oposto . So po isso achei uma falta de
    respeito com homens tem que ter respeito porque tem sentimento .

    • comment-avatar

      Esse texto é dedicado as mulheres e os problemas que elas enfrentam com a ansiedade e precipitação! Não existe nenhum tipo de preconceito envolvido em relatar um problema feminino, tão pouco falta de respeito para com os homens, leia novamente!

  • comment-avatar
    Ana Silva 2 anos

    Adorei, material maravilhoso , sou grata.

  • comment-avatar
    luisa 2 anos

    Poxa isso já me aconteceu. Dixo de ficar com um carro atos.e me dei mal.porque n final vi k erra uma burrada grande e já sentia dispreso e nojo moxo. Foi dai k jurei nunca mais m envolver por carência ou precipitação

  • comment-avatar
    Ivelise 2 anos

    Vocês são os melhores. #AmeiOtexto